Notícias

voltar

19 Cursos na área de tecnologia para quem quer ingressar na área

Tecnologia: Cursos que vão te ajudar a ser um bom profissional na área

Se você está em busca de cursos na área de tecnologia, você chegou ao lugar certo. 

Aqui neste conteúdo, relacionamos uma lista de 19 cursos na área de tecnologia. 

Por coincidência, nós também buscamos sobre cursos e outros assuntos relacionados a tecnologia e pensamos em compartilhar uma lista para vocês.

Quem sabe dessa maneira, podemos te ajudar nessa missão. 

E por que nós pesquisamos sobre estes 19 cursos de tecnologia?

Porque o nosso escritório também pesquisa e estuda muito as questões relacionadas à tecnologia, principalmente questões de computação em nuvem, inteligência artificial, automatização de tarefas, plataformas digitais, programação, dentre diversos outros temas, e resolvemos compartilhar isso com vocês.

Se você é profissional de TI, presta consultoria na área de informática, ou trabalha com desenvolvimento de sistemas, aplicativos (apps), páginas na internet (Webmaster), ou qualquer outro tipo de programação, saiba que a nossa empresa ajuda a organizar e regularizar a sua situação fiscal e evitar as altas multas impostas pela Receita Federal do Brasil.

Orientamos sobre como fazer o cálculo do imposto de renda sobre ganhos recebidos do exterior ou recebidos de outras pessoas físicas pela prestação de serviços como freelancer ou até mesmo serviços contínuos, realizamos todos os procedimentos de cálculo, elaboração e transmissão da declaração de imposto de renda e também a abertura de empresas e registro de marcas. 

Então, caso você seja um desenvolvedor, programador, cientista de dados, analista de sistemas, webmaster, web design ou atue em qualquer outra área de tecnologia, e precise de um escritório de contabilidade especializado em sua área, já sabe a quem procurar.

Você poderá entrar em contato conosco através do nosso Whatsapp empresarial para esclarecer todas as dúvidas que tiver, pelo Whatsapp (21) 97254-3286 ou clicando aqui.

 

19 CURSOS NA ÁREA DE TECNOLOGIA

A área de tecnologia está em constante crescimento, e esse mercado tem tudo para continuar crescendo cada vez mais,

a melhor parte disso é que sempre vão abrir novas oportunidades para quem quer ingressar na área e para os profissionais da área de tecnologia.

Diversas pesquisam revelaram que esse cenário continuará crescendo por um bom tempo, e por isso,

nós relacionamos uma lista com 19 cursos para quem quer trabalhar com tecnologia e ficar mais próximo desse ramo.

De acordo com o Blog Carreiras, confiram os primeiros cursos da lista:

 

1. Análise e Desenvolvimento de Sistemas

O curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas é uma graduação tecnológica de duração média de 2 anos e meio. Esse tipo de formação é ótimo para quem deseja entrar no mercado de trabalho rapidamente e começar o desenvolvimento de carreira.

O curso oferece conteúdos práticos que ajudam o aluno a desenvolver o senso crítico e a encontrar soluções para problemas encontrados na infraestrutura de Tecnologia da Informação (TI) dentro de empresas dos mais variados portes. Além disso, o profissional termina o Ensino Superior com autonomia para a criação e manutenção de sistemas operacionais, aplicativos e demais programas.

A carreira de analista permite diversos caminhos. O profissional pode trabalhar de forma autônoma, oferecendo os seus serviços de forma terceirizada, como colaborador de uma empresa, integrando equipes de TI ou, até mesmo, fazendo concurso público. A faixa salarial para essa profissão ultrapassa os R$ 5.100,00, oferecendo um bom retorno financeiro.

 

2. Ciência da Computação

Esse é um dos cursos que aborda a maior parte teórica da área de tecnologia, embora também trabalhe com diversas questões práticas. A graduação em Ciência da Computação ajuda o aluno a compreender as estruturas por trás das ferramentas tecnológicas, a ponto de conseguir produzir mais inovações por meio da lógica de programação.

Essa é uma ótima opção para quem curte a área de exatas. Afinal, durante os 4 anos de curso, são vistas diversas disciplinas relacionadas à lógica matemática e cálculo numérico. Tudo isso para que o aluno consiga desenvolver habilidades para criar e implementar sistemas para os mais diversos propósitos.

O mercado de trabalho para um cientista da computação é muito convidativo, oferecendo oportunidades variadas. Além disso, é possível seguir carreira acadêmica nessa área. Não é à toa que essa é uma das profissões mais bem pagas ultimamente, com salários atingindo os R$ 11.000,00 — podendo ser ainda maiores, de acordo com a especialização e o cargo do profissional.

 

3. Jogos Digitais

Se você quer trabalhar com tecnologia porque gosta do universo dos games, então a graduação em Jogos Digitais tem de tudo para chamar a sua atenção. Esse tecnólogo de duração média de 2 anos promove diversos conhecimentos para a criação de jogos para todos os tipos de plataforma, desde celulares até consoles.

O profissional desse ramo também pode atuar na criação de simuladores de realidade, que têm sido implementados em diversos campos, principalmente os que envolvem treinamento e instrução, como autoescolas, cirurgias, cursos para pilotos de avião, entre outros.

Durante o curso, são vistos conteúdos que estimulam a criação de roteiros, cenários e personagens, definição de estilos, estabelecimento de normas, critérios para evoluir os níveis e muitos outros assuntos que envolvem a construção de jogos digitais.

Essa é uma área que está começando a se desenvolver no Brasil. Por conta disso, o salário médio é de R$ 3.700,00. No entanto, a carreira é muito promissora no exterior, sendo possível mudar de país para ir em busca de um maior crescimento profissional.
 

4. Gestão da Tecnologia da Informação

O curso de Gestão da Tecnologia da Informação é uma boa oportunidade para quem gosta de tecnologia, mas também tem interesse na área administrativa. Esse tecnólogo une esses 2 eixos, formando um profissional apto para coordenar equipes de TI em 2 anos de graduação, no mínimo.

O profissional de Gestão da Tecnologia da Informação pode atuar em variados setores do mercado, gerenciando os serviços dos sistemas operacionais e definindo o modo de uso dos softwares dentro de uma organização. A média salarial também é muito vantajosa, chegando a quase R$ 4.500,00.

 

5. Sistemas de Informação

Sistemas de Informação é um bacharelado com duração de 4 anos, com foco na formação de profissionais que gerenciam a circulação dos dados pelas redes de computadores de organizações dos mais diversos portes.

O curso aborda muitas matérias de desenvolvimento de sistemas e de construção de algoritmos, sendo uma alternativa para quem gosta de conteúdos associados à matemática e à tecnologia.

Uma das vantagens dessa carreira é que o profissional formado em Sistemas de Informação é capaz de atuar em diversos cargos relacionados à área de TI, recebendo salário médio acima de R$ 4.500,00.

 

6. Engenharia de Software

Se você sempre sonhou em se tornar um profissional da Engenharia, mas não sabia escolher um diante dos vários segmentos dessa profissão, aqui está uma sugestão. A principal atividade do engenheiro de software é a construção e manutenção de programas para vários setores do mercado, inclusive para uso pessoal.

O curso une as disciplinas tradicionais da Engenharia, acrescentando os conteúdos técnicos relacionados à tecnologia. Desse modo, o aluno sai como um profissional completo, conhecendo ferramentas de bases de dados, programação e controle de qualidade.

É possível se formar em Engenharia de Software em 4 anos. Depois disso, o mercado de trabalho apresenta diversas opções de emprego, com salários podendo ultrapassar os R$ 8.000,00.

 

7. Engenharia da Computação

Além de Engenharia de Software e Ciência da Computação, existe o curso de Engenharia da Computação. Diferentemente da maioria das graduações citadas, essa área foca o desenvolvimento de hardware — parte física das máquinas computacionais.

Por conta disso, a graduação em Engenharia da Computação aborda, além das disciplinas tradicionais de Engenharia, conteúdos voltados para Mecânica, Robótica, Programação, Física e Eletrônica, a fim de ajudar o aluno a desenvolver autonomia na criação de dispositivos eletrônicos.

Engenheiros da computação são bem requisitados no mercado de trabalho, principalmente neste momento em que diversas empresas buscam criar inovações e soluções para o dia a dia da sociedade. Desse modo, a média salarial para essa profissão é de um pouco mais que R$ 6.500,00.

 

De acordo com o Guia da carreira, também temos essas opções:

 

8. Engenharia de Controle e Automação

A Engenharia de Controle e Automação atua nas atividades produtivas da indústria.

Um engenheiro de controle e automação entende bastante de mecânica, eletrônica e computação. Desta forma, é capaz de criar sistemas automatizados para os mais diversos tipos de processos dentro de uma empresa, ajudando a evitar desperdícios, enxugar custos e aumentar a capacidade produtiva da empresa, tornando-a mais competitiva no mercado.

O que se estuda na faculdade de Engenharia de Controle e Automação?

O profissional dessa área atua realizando a manutenção e modernização de equipamentos e softwares, portanto precisa saber um pouco de diversas áreas como Engenharia Elétrica, Mecânica e de Computação. Veja algumas das disciplinas desta área:

  • Algoritmos e Lógica de Programação
  • Análise e Processamento de Sinais
  • Modelagem de Sistemas Dinâmico
  • Circuitos Elétricos
  • Eletrônica Analógica

 

9. Sistemas para Internet

Quem faz o curso de Sistemas para Internet aprende a planejar, desenvolver e gerenciar diversos programas, aplicativos e interfaces para páginas na web.

Por trás de um site existe toda uma estrutura que permite o acesso às informações, como por exemplo: banco de dados, segurança da informação, interface, entre outros.

Para manter um bom número de acessos é preciso gerenciar as atividades, analisar o perfil dos usuários, controlar as atualizações, selecionar os anúncios que serão veiculados e realizar uma série de outras atividades que requerem habilidade de um especialista em sistemas para internet.

Portanto, além de criar e realizar manutenção em sites, um profissional formado em Sistemas para Internet está apto a administrar blogs, portais, lojas virtuais ou qualquer outro tipo de página.

O que se estuda no tecnólogo de Sistemas para Internet?

Nos últimos anos, a digitalização de negócios impulsionado pelo distanciamento social, criou diversas oportunidades para este profissional no mercado de trabalho, uma vez que inúmeras empresas físicas viram a necessidade de criar redes sociais, sites e e-commerces para interagirem com o público.

Se é isso que você gosta de fazer, dê uma olhada em algumas das matérias que irá estudar neste curso:

  • Análise de Sistemas Web
  • Computação Gráfica
  • Programação em Banco de Dados
  • Programação Script
  • Programação Web.

 

Continuando a lista, temos o blog Pitágoras.

 

10. Computação em Nuvem

O curso de Computação em Nuvem é uma graduação tecnológica e tem o objetivo de formar profissionais capazes de gerenciar, integrar, implantar, projetar e avaliar a segurança das plataformas em nuvem. Logo, a faculdade mescla uma base sólida de conhecimento sobre tecnologia com assuntos relacionados à gestão de projetos e sistemas.

O tecnólogo em Computação em Nuvem ensina os sistemas oferecidos por vários fornecedores do ramo, como Azure, Google Cloud, AWS etc. Além disso, apresenta competências ligadas à segurança da informação, Banco de Dados e programação, bem como gestão de projetos.

O mercado de trabalho é promissor, e você pode atuar em diversos locais, como empresas de tecnologia, ONGs, operadoras de telefone celular, entre outros. A média salarial do profissional é de R$ 9.373,35.

 

11. Cibersegurança

A Cibersegurança é uma área dentro de outro ramo, a Segurança da Informação. Portanto, a graduação aborda a parte teórica, como leis de proteção de dados, e questões práticas, como a aplicação de legislações para manusear hardwares e softwares.

O curso prepara os profissionais para gerenciar segurança da informação, desenvolver sistemas computacionais seguros, proteger os dados e atuar em forense computacional. Tudo isso é feito de modo integrado, pensando em aspectos legais, rede de computadores, normas, serviços e sistemas operacionais.

A demanda por especialistas em Cibersegurança aumenta continuamente, sendo um ramo em crescimento e com grande possibilidade de carreira. A remuneração média do profissional é de R$ 13.000,00.

 

12. Arquitetura de Dados

Ao ingressar no ramo, é possível atuar em empresas de diferentes segmentos.

Isso porque, antes de trabalhar com os tipos de dados, todo estabelecimento precisa contar com a definição da arquitetura das informações. Esse ponto é fundamental para que os dados sejam explorados de acordo com as normas previstas pela empresa.

O profissional é responsável pela estruturação das informações que têm algum tipo de relação para organizar intranets, sites e outros portais digitais. Ele deve levar em conta a usabilidade das ferramentas, o que facilita o acesso dos usuários aos conteúdos.

Para desempenhar bem as atividades do dia a dia de trabalho, é importante que o arquiteto de dados não acumule apenas os conhecimentos adquiridos no curso. É necessário também ter certificados, fundamentais para quem atua no campo da tecnologia.

O mercado de trabalho de Arquitetura de Dados está em alta, e o profissional pode atuar em setores como saúde, consultoria e serviços financeiros. A média salarial é de R$ 6.738,99.

 

13. Ciência de Dados

A Ciência de Dados é uma área da tecnologia que tem como base a Inteligência Artificial para analisar e estudar dados econômicos, culturais, sociais e de consumo, com a função de detectar padrões que auxiliam as empresas. Esse alto volume de dados é estudado por quem se forma nesse curso. Os profissionais analisam os números e os transformam em estratégias e insights.

Para isso, eles encontram tendências e padrões, observam variáveis e as traduzem em informações inteligentes, que são usadas pelas empresas para entregar os melhores produtos, conhecer seus clientes e diminuir a inadimplência.

O mercado de trabalho da profissão é amplo, e você poderá encontrar oportunidades de emprego em órgãos públicos, hospitais, instituições de ensino e mercado financeiro. O salário médio do cientista de dados é de R$ 6.738,99.

 

14. Rede de Computadores

Esse curso é oferecido em grau superior Tecnólogo e tem foco na prática da profissão, preparando os estudantes para ingressarem no mercado de trabalho. O profissional é preparado para cuidar, gerenciar, implementar e conceber a manutenção de redes de computadores, além de controlar o nível de acesso dos usuários com segurança.

Para se dar bem no curso, é necessário gostar de planejamento, programação, lógica, cálculo e tecnologia. Além disso, capacidade de resolver problemas, pensamento lógico e organização são características essenciais do profissional.

O graduado pode trabalhar em empresas privadas e públicas, operadoras de telefonia celular e indústria de hardware. O salário é de cerca de R$ 4.703,40.

 

15. Banco de Dados

O objetivo do curso de Banco de Dados é preparar profissionais capazes de gerenciar, implantar, desenvolver e projetar bases de dados, usando ferramentas e técnicas de supervisão, administração e programação. Também é responsável pela integridade das informações coletadas e métodos de segurança.

O aluno precisa estudar várias plataformas, administração de sistemas e estruturas de desenvolvimento. Existem também aulas práticas ao longo da formação, voltadas à programação e à análise de redes e sistemas de computadores. O mercado de trabalho está em alta, e o salário é de cerca de R$ 6.596,85*.

Vale lembrar que tanto o curso de Redes de Computadores quanto o de Banco de Dados são mais específicos, porém, não tão completos como os que mostramos ao longo do texto. Escolhendo uma graduação em Engenharia da Computação, por exemplo, você aprende muito essas e outras áreas de atuação em tecnologia.

 

As informações a seguir foram selecionadas do Gizmodo Brasil.

 

16. Business Intelligence

A pós-graduação tem como objetivo apresentar os fundamentos básicos e avançados do ambiente de desenvolvimento do Business Intelligence (BI) e realizar práticas nas ferramentas, desde a obtenção dos dados, modelagem do Data Warehouse, ETL, relatórios analíticos e Dashboards.

Além disso, o curso vai preparar o aluno para atuar como gestor em projetos de BI, junto da estratégica da organização e da gestão do conhecimento, contemplando a análise estatística de dados e a mineração de dados.

Você irá aprender a conduzir iniciativas de Business Intelligence, realizando todas as fases do projeto, mantendo um diálogo técnico e gerencial. Também poderá utilizar informações assertivas e visões analíticas para proporcionar sustentabilidade e vantagens competitivas nas decisões das organizações.

 

17. Gestão Ágil de Projetos

A pós-graduação permite a formação de Gerente de Projeto, seja ele um líder em empresas tradicionais ou empresas que adotam abordagem ágil, abordando conceitos e práticas sobre os principais processos e ferramentas da área.

Planejar, controlar e executar projetos em médias e grandes empresas é o que você aprenderá neste curso, sempre aplicando as melhores práticas tradicionais e/ou ágeis de gerenciamento de projetos.

 

18. Gestão Ágil de Produto

Aprenda a trabalhar com o mindset de produto, combinando metodologias ágeis, práticas lean, técnicas e ferramentas que contemplam todo o ciclo, passando pela descoberta, desenvolvimento e operação.

Habilite-se para atuar como Gerente de Produtos com ênfase nas principais práticas de mercado, fomentando a cultura ágil, a integração desenvolvimento-operação, a melhoria contínua e redução de custos.

 

19. Data Analytics

Esse curso colabora com a formação em análise de dados, abordando conceitos, técnicas e ferramentas que permitem a tomada de decisão orientada a dados, para profissionais sem formação em TI, tais como contadores, gestores, engenheiros, profissionais da saúde, de marketing e outros envolvidos na tomada de decisão nas organizações.

Para finalizar e agregar valor à sua pesquisa e profissão, citaremos abaixo as 11 vantagens na abertura de uma pessoa jurídica (empresa) para profissional da tecnologia de informação.

 

11 BENEFÍCIOS NA ABERTURA DE UMA PESSOA JURÍDICA (EMPRESA) PARA PROFISSIONAL DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

Os principais benefícios e vantagens na abertura de uma empresa para profissional da tecnologia de informação são:

1) Menor carga tributária se comparado a carga tributária das pessoas físicas que pode chegar a 27,5%.

2) Possibilidade de emissão de notas fiscais.

3) Possibilidade de contribuir para previdência social (INSS) com um valor inferior ao valor de contribuição exigido para pessoa física autônoma. A contribuição mínima estabelecida para o sócio ou titular de uma empresa é de 11% sobre o salário mínimo vigente, enquanto que a contribuição de uma pessoa física autônoma é de 20% sobre o salário mínimo vigente.

4) No caso de abertura de uma empresa (sociedade limitada ou eireli), o patrimônio pessoal dos sócios é preservado, no caso de dívidas ou falência. Este item é extremamente importante.

5) Possibilidade de contratar planos com preços mais acessíveis, tais como: planos de saúde, planos de telefonia e etc.

6) Maior credibilidade no mercado por ter CNPJ. Quem exerce sua atividade como pessoa jurídica, passa maior segurança para o seu cliente e contratantes;

Além desses, podemos citar alguns benefícios mais comuns para aqueles que também exercem alguma atividade de comércio:

7) Maior prazo para pagamento junto à fornecedores;

8) Maior desconto junto a fornecedores de mercadorias para revenda;

9) Maior desconto junto a fornecedores de materiais de uso e consumo;

10) Melhores condições para obtenção de crédito (empréstimo e financiamento) junto às instituições financeiras;

11) Possibilidade de participar de licitações.

 

Temos condições excelentes para abertura de empresa para profissional da tecnologia de informação. Além disso, você ainda poderá utilizar como endereço da sua empresa, o endereço da nossa sede. Isto pode ser muito útil para você.

 

O que você achou deste nosso conteúdo?

Deixe um comentário no final deste nosso post, com a sua opinião.

Conseguiu entender melhor o assunto?

Caso tenha restado alguma dúvida, fique a vontade para entrar em contato.

Você conhece alguém que precisa conhecer este nosso conteúdo?

Então compartilhe com esta pessoa.

Sabe qual é o nosso maior desejo?

É que você cresça de forma organizada. Não cresça acumulando riscos.

_______________________________________________________________________________________

Caso tenham interesse em se informar um pouco mais, convido a todos vocês para tomar conhecimento das nossas outras publicações relacionadas à tributação dos empreendedores digitais em geral, que destaco abaixo.

Nós escrevemos pensando em vocês.

Por que os ganhos dos YOUTUBERS com adsense NÃO devem ser omitidos perante a Receita Federal?

Vantagens na abertura de uma empresa - Microempresa, MEI, EPP

Youtuber - Registre seu canal no youtube como MARCA

Fim da monetização dos canais infantis no youtube

Youtuber pode ser MEI (microempreendedor individual)?

Contabilidade especializada para YOUTUBER - monetização e ganhos adsense

Influenciadores digitais (influencers) - Imposto de renda e carnê leão

Publicidade infantil - Youtubers e Influenciadores digitais

Regulamentação da profissão de Youtuber - Projeto de Lei nº 10938/2018

Carnê-leão atrasado youtubers - (imposto de renda monetização adsense)

Monetização de streamers - Imposto de renda e carnê leão

Isenção de imposto de renda Youtuber - monetização adsense

Ganhos de Youtuber e Blogueiro - Principais dúvidas sobre imposto de renda e contabilidade

Como declarar ganhos do adsense de youtubers? CUIDADO!

Contabilidade para desenvoledores de sites, aplicativos e sistemas (softwares)

Monetização youtuber e imposto de renda - Políticas do Programa google adsense

Monetização adsense e imposto de renda - Políticas do Programa de parceria do youtube

Monetização adsense e imposto de renda - Evitem problemas com as Políticas do youtube e com a Receita Federal

Contabilidade para afiliados (hotmart, monetizze, eduzz e etc)

_____________________________________________________________________________________________________

Conte com nosso trabalho. Estamos à disposição para ajudá-los.

Escritório Francel Menezes Contabilidade

E-mail: escritoriofmc@francelmenezes.com

Instagram: @francelm_contabilidade

Canal no youtube

Site: http://www.menezescontabilidade.com.br

Facebook: https://m.facebook.com/Francel.Menezes.Contabilidade/

Telefone (21) 2671-9155