Carregando...
Blog

Os Termos que os nutricionistas mais utilizam

Se você está em busca dos termos que os nutricionistas mais utilizam, você está no lugar certo.

Aqui neste conteúdo, relacionamos uma lista com os Termos que os nutricionistas mais utilizam nas consultas.

Por coincidência, nós também buscamos sobre os termos dos Nutricionistas e outros assuntos relacionados à saúde e pensamos em compartilhar um glossário completo com vocês.

Quem sabe dessa maneira, nós conseguimos te ajudar nessa missão.

Por que pesquisamos sobre os termos que os nutricionistas mais utilizam?

Porque o nosso escritório também pesquisa e estuda muito as questões relacionadas à saúde, principalmente questões de Nutricionistas, Dentistas, Psicólogos, Terapeutas, dentre diversos outros temas, e resolvemos compartilhar isso com vocês.

Se você é um Nutricionista, presta consultoria na área ou qualquer outra categoria de especialização relacionada a área da saúde, saiba que a nossa empresa ajuda a organizar e regularizar a sua situação fiscal e evitar as altas multas impostas pela Receita Federal do Brasil.

Orientamos sobre como fazer o cálculo do imposto de renda sobre ganhos recebidos do exterior ou recebidos de outras pessoas físicas pela prestação de serviços individuais, ou até mesmo serviços contínuos, realizamos todos os procedimentos de cálculo, elaboração e transmissão da declaração de imposto de renda e também a abertura de empresas e registro de marcas. 

Então, caso você seja um Nutricionista, Terapeuta ou atue em qualquer outra área da saúde, e precise de um escritório de contabilidade especializada em sua área, já sabe a quem procurar.

Você poderá entrar em contato conosco através do nosso WhatsApp empresarial para esclarecer todas as dúvidas que tiver, pelo WhatsApp (21) 97254-3286 ou clicando aqui.

Os Termos que os nutricionistas mais utilizam

Segundo o site Ufes, o Nutricionista é o profissional de saúde capacitado para atuar na prevenção, promoção e recuperação da saúde humana, planejando, executando e avaliando ações baseadas nos conhecimentos da ciência da nutrição e alimentação.

E sabendo disso, nós organizamos uma lista com Os termos que os nutricionistas mais utilizam, para te ajudar a entender melhor o significado de cada termo.

Aditivos:

Produtos adicionados nos alimentos que auxiliam no processo de fabricação e preservação dos mesmos e/ou podem melhorar o paladar e aparência.

Aferventar:

Cozinhar rapidamente na água de ebulição.

Alimentação:

Ato de alimentar-se. Conjunto de refeições ingeridas durante um período.

Alimento contaminado:

Alimento que apresenta micro-organismos prejudiciais à saúde, mas apresenta características sensoriais normais (cheiro, aparência e gosto).

Alimento estragado:

Alimento contaminado, mas no qual, com o passar do tempo, os micro-organismos presentes se multiplicaram, mudando suas características sensoriais (cheiro, aparência e gosto).

Alimentos:

Substâncias sólidas e líquidas que, levadas ao tubo digestivo, são degradadas e posteriormente usadas para formar e/ou manter os tecidos do corpo, regular processos e fornecer energia.

Alimentos funcionais:

Alimentos que trazem benefícios de saúde específicos, incluindo a prevenção e o tratamento de doenças.

Alimentos transgênicos:

São alimentos modificados geneticamente, ou seja, alimentos em cujo genoma foram colocados genes de outros organismos de espécies diferentes, mas em um mesmo gênero.

Alimentos perecíveis:

Alimentos sujeitos à deterioração em temperatura ambiente, num período relativamente curto. Ex: carnes, ovos, leite e derivados, etc.

Alimentos não perecíveis:

Alimentos cuja deterioração em temperatura ambiente ocorre após um período relativamente longo. Ex: cereais, enlatados, farinhas, massas, leguminosas, etc.

Alimentos integrais:

Alimentos que possuem um processamento diferenciado para manter as fibras e os nutrientes.

Amassar:

Movimento brusco utilizado para unir os componentes da massa de pão, pastéis, macarrão, etc.

Anticorpos:

Grandes proteínas do sangue, produzidas pelo sistema imunológico em resposta a uma invasão por substâncias.

Antioxidantes:

Substâncias que retardam a oxidação e combatem radicais livres.

Assar na panela:

Passar o alimento em gordura quente, abafar a panela com a tampa e acrescentar, aos poucos, água para obter cocção mista (calor seco e úmido).

Atividade enzimática:

Proteínas (enzimas) que aceleram reações químicas.

À Milanesa:

Alimento revestido de uma envoltura de ovo e farinha de pão ou rosca, antes de fritar.

À Romana:

Alimento revestido de uma envoltura de ovo e farinha de trigo, antes de fritar.

Banhar:

Colocar gordura ou molho sobre a carne que está assando.

Banho-maria:

Forma de cozinhar os alimentos no forno ou à chama do fogão. É utilizada para alimentos que já estão em recipientes, os quais deverão ser colocados dentro de outro recipiente maior com água fervente, permanecendo desta maneira durante todo o cozimento.

“Braisé” ou “Braisage”:

Cocção mista de alimentos (assar na panela com leito de vegetais: cebola, cenoura, tomate, alho, louro, pimenta, etc).

Calda:

Solução de açúcar que ferveu até engrossar.

Caldo Apurínico:

De vegetais (sem carne) para sopas de dietas.

Caldo:

De carnes e temperos, preparações básicas para sopas.

Caloria:

É a medida de energia liberada a partir da queima do alimento. Cada nutriente fornece diferentes quantidades de calorias (quilocalorias).

Caramelizar:

Submeter o açúcar à desidratação até formar-se o pigmento escurecido e o sabor de caramelo.

Cereais:

Grãos originários das gramíneas, cujas sementes dão em espigas. Alguns exemplos: trigo, arroz, cevada, milho e aveia.

Colesterol:

Membro do grupo dos lipídios, da classe dos esteróis; uma substância macia, cerosa, fabricada pelo corpo para diversas finalidades e é encontrada em produtos de origem animal.

Condimento:

Substância que tempera, aromatiza ou colore alimentos. Conhecidos como temperos.

Conservantes:

Mesmo que aditivos.

Corar:

acentuação da coloração superficial do alimento, obtida por ação do calor seco. Refere-se ao alimento cozido no forno.

Cozer ou Cozinhar:

Ao fogo brando ou fogo lento; por ebulição.

Clarificar:

Adicionar clara de ovo batida ao caldo concentrado de carne, para retirar da superfície partículas de gordura ou impurezas. A clarificação geralmente é feita numa fervura suave, para que a clara não se misture ao caldo.

“Concassé”:

Molho de tomate “concassé” (polpa concentrada e azeite).

“Consommé”:

Caldo concentrado de carne.

Deficiências nutricionais:

Quando as necessidades fisiológicas de nutrientes não estão sendo atingidas. Decorrentes tanto de problemas alimentares.

Diet:

São alimentos isentos de algum tipo de nutriente, preparados para atender a restrições dietéticas específicas de várias doenças.

Dieta:

Alimentos (inclusive bebidas) que a pessoa usualmente come e bebe.

Dieta Hipercalórica:

Dieta com quantidades aumentadas de calorias.

Dieta Hiperglicídica:

Dieta com quantidades aumentadas de carboidratos.

Dieta Hiperlipídica:

Dieta com quantidades aumentadas de gorduras.

Dieta Hiperprotéica:

Dieta com quantidades aumentadas de proteínas.

Dieta Hipocalêmica:

Dieta com quantidades reduzidas de potássio.

Dieta Hipocalórica:

Dieta com quantidades diminuídas de calorias.

Dieta Hipoglicídica:

Dieta com quantidades reduzidas de carboidratos.

Dieta Hipolipídica:

Dieta com quantidades reduzidas de gorduras.

Dieta Hipoproteica:

Dieta com quantidades diminuídas de proteínas.

Dieta Hipossódica:

Dietas com quantidades diminuídas de sódio.

Dieta Normocalórica:

Dieta com quantidades normais de calorias.

Dieta Normoglicídica:

Dieta com quantidades normais de carboidratos.

Dieta Normolipídica:

Dieta com quantidades normais de gorduras.

Dieta Normoproteica:

Dieta com quantidades normais de proteínas.

Digestão:

Engloba todo o processo de redução da estrutura física e química do alimento durante a sua passagem pelas vias digestivas, convertendo-o em formas que possam ser absorvidas pelo corpo através da corrente sangüínea.

Doenças cardiovasculares:

Doenças do coração e vasos sanguíneos. As duas formas mais comuns são aterosclerose e hipertensão.

Doenças crônicas:

Doenças degenerativas de longa duração caracterizadas por deterioração dos órgãos do corpo. São exemplos: câncer, doenças cardíacas e diabetes.

Dourar:

O mesmo que corar. Refere-se ao alimento passado na gordura.

Embutidos:

Alimentos à base de diferentes carnes que passam por processo tecnológico específico. Exemplos: salsicha, chouriço, linguiça, salame, apresuntados, etc.

Empanar:

Passar o alimento primeiro em ovos batidos depois em farinha de rosca ou somente em farinha de trigo, antes de fritá-lo ou assá-lo.

Energia:

Capacidade de realizar trabalho. A energia presente no alimento é a energia química e é medida em calorias (quilocalorias).

Ensopar:

Passar o alimento na gordura e cozer, com a adição de pequenas porções de água.

Escaldar:

Adicionar ao alimento água em ebulição, sem deixar cozinhar.

Espumar:

Retirar a espuma superficial da preparação (calda ou caldo).

Fibra insolúvel:

Fibra responsável por aumentar o bolo fecal, produzindo fezes macias e com maior volume, auxilia o funcionamento intestinal.

Fibra solúvel:

Fibra que regula os níveis de açúcar e de colesterol sanguíneos. Forma um gel no estômago, provocando sensação de saciedade.

Fibras (dietéticas):

Substâncias de origem vegetal (grãos, vegetais, frutas), que não são digeridas pelo organismo humano. Elas passam intactas pelo sistema digestivo, acelerando os movimentos intestinais e sendo eliminadas pelas fezes.

Fitoquímicos:

Compostos não nutrientes presentes em alimentos derivados de plantas que apresentam alguma atividade biológica no corpo.

Flambar:

Umedecer o alimento, tanto salgado quanto doce, com bebida alcoólica e colocar fogo.

Fosfolipídios:

São lipídios semelhantes aos triglicerídeos, mas apresentam o fósforo no lugar de um dos ácidos graxos. São encontrados na membrana plasmática das células.

Fritar:

Submeter o alimento à cocção em gordura aquecida. Imersão em fritura, se está imerso; dourado, se uma face apenas está em contato com a gordura.

Glicídios:

O mesmo que carboidratos.

Gorduras:

São compostos solúveis em solventes orgânicos, mas não em água. Incluem os triglicerídeos, fosfolipídios e os esteróis.

Guarnição:

Acompanhamento de um prato básico (hortaliças ao prato de carne).

Hortaliças:

Nome genérico de vegetais alimentares. Compreendem a parte comestível das plantas: raízes, tubérculos, caules, folhas, flores, frutos e sementes.

Inapetência:

Falta de apetite.

Indigestão:

Má digestão.

Ingestão:

Ato de levar o alimento à boca para ser mastigado, engolido.

Lecitina:

Fosfolipídio fabricado pelo fígado e também encontrado em muitos alimentos. Principal componente da membrana plasmática das células.

Leguminosas:

São grãos que dão em vagens, das quais os feijões são os principais representantes. Exemplos: feijão, soja, lentilha, ervilha e grão de bico.

Ligar:

Engrossar uma preparação com farinha e água, submetidos à cocção.

Light:

São alimentos modificados em seu valor energético. Por regulamentação do Ministério da Saúde, esse tipo de produto deve ter pelo menos 25% de calorias a menos do que os produtos convencionais.

Lipídeo:

O mesmo que gordura.

Macronutrientes:

São os nutrientes que o organismo requer em grandes quantidades. Trata-se dos carboidratos, proteínas e gorduras.

Metabolismo:

Todos os processos que possibilitam a manutenção da vida. Processos de transformações químicas e físicas que ocorrem no organismo: crescimento de novos tecidos, destruição dos antigos, conversão dos nutrientes em energia etc.

Micronutrientes:

Nutrientes que o organismo necessita em quantidades pequenas, como as vitaminas e minerais.

Micro-organismos:

Seres vivos microscópicos, ou seja, invisíveis a olho nu. São bactérias, fungos, leveduras e vírus são exemplos de microorganismos.

Minerais:

Compostos químicos, homogêneos e inorgânicos. Fazem parte do organismo humano e são encontrados nas plantas, animais, água etc.

Nutrientes:

Componentes do alimento que são indispensáveis para o funcionamento do corpo. Fornecem energia, mantêm e reparam tecidos, constroem e sustentam o crescimento. Os nutrientes são: água, vitaminas, minerais, proteínas, gorduras e carboidratos.

Nutrientes essenciais:

Nutrientes que o corpo não é capaz de sintetizar. Precisam ser obtidos através da alimentação.

Pincelar:

Adicionar, com pincel apropriado, manteiga ou gema de ovo à superfície de pastelões ou pastéis.

“Poché”:

Alimento cozido na água acidulada (ovo), obtendo-se a coagulação superficial.

Polvilhar:

Espalhar substância pulverizada sobre a preparação.

Proteínas:

Compostos feitos de carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio, agrupados na forma de filamentos de aminoácidos.

Protídeos:

O mesmo que proteínas.

Radicais livres:

Resíduos do metabolismo do oxigênio que podem danificar os componentes das células. São produzidos pelo organismo como consequência do seu metabolismo normal e como parte da sua defesa natural contra doenças.

Recomendações nutricionais:

Recomendações para a ingestão diária de nutrientes e calorias. São determinadas através de pesquisas científicas, baseando-se nas necessidades nutricionais do indivíduo.

Refeição:

Ato de alimentar-se através de porções de alimentos que são ingeridos durante o dia. Exemplos: café da manhã, lanche, almoço, jantar, ceia, etc.

Refogar:

Passar o alimento na panela quente (com ou sem gordura; com ou sem tempero) para dourar superfícies.

Regar:

Despejar na superfície gordura, caldo ou tempero.

Remolho:

Permanência do alimento por várias horas na água, para amolecer ou perder sal.

Saciedade:

Satisfação do apetite.

Salmoura:

Mistura de água e sal para conservar e até temperar alguns alimentos.

Salpicar:

Temperar espargindo o condimento na superfície.

“Sauté”:

O mesmo que dourar, em pouca gordura.

Sistema gastrointestinal:

Conjunto de órgãos e seus auxiliares que compõem o tubo digestivo. Boca, glândulas salivares e parótida, esôfago, estômago, fígado, vesícula biliar, pâncreas, intestino delgado e grosso e ânus.

SND:

Significa “Serviço de Nutrição e Dietética”. É o serviço que realiza a produção e a distribuição de todos os alimentos hospitalares.

Sucos digestivos:

Substâncias formadas por órgãos auxiliares à digestão (vesícula biliar, pâncreas), em resposta à presença de alimento no tubo digestivo e que promovem a digestão dos alimentos

Suplementação:

Pílulas, líquidos ou pós que contêm nutrientes purificados ou outros ingredientes.

Tostar:

Obter escurecimento da superfície por ação do calor (dextrinização do amido).

Triglicerídeos:

Principal lipídio da dieta. É constituído por três unidades de ácidos graxos e uma unidade de glicerol.

UAN:

Significa “Unidade de Alimentação e Nutrição”. Trata-se de uma unidade de trabalho que desempenha atividades relacionadas à alimentação e nutrição, como o fornecimento de refeições.

UND:

Significa “Unidade de Nutrição e Dietética”. Trata-se de uma unidade que tem como finalidade, dentro do contexto hospitalar, a produção de bens de consumo e prestação de serviços, fornecendo assistência dietoterápica adequada aos clientes, desenvolvendo ainda atividades de ensino, pesquisa e controle de qualidade. 

UPR:

Significa “Unidade Produtora de Refeições”. O termo normalmente é usado para designar todos os estabelecimentos integrantes do segmento da alimentação fora do lar, sejam eles comerciais (restaurantes, bares e similares) ou coletivos (UAN).

Untar:

Passar gordura em assadeiras ou formas, polvilhando ou não de farinha. Evita que os alimentos grudem na travessa.

Vegetarianos:

Pessoas que excluem da alimentação a carne animal e possivelmente, outros produtos animais, como leite, queijo e ovos.

Vitaminas:

São substâncias orgânicas essenciais. O organismo necessita de quantidades muito pequenas para o seu funcionamento normal. Encontradas principalmente em frutas e vegetais, etc..

Para finalizar e adicionar valor à sua pesquisa e profissão, mostraremos nossos serviços para você que está procurando uma empresa de contabilidade para Nutricionistas.

CONTABILIDADE PARA NUTRICIONISTAS

Procurando por uma assessoria e contabilidade que conhece as particularidades dos Nutricionistas?

Nós, do escritório Francel Menezes Contabilidade, prestamos os seguintes serviços:

  • Contabilidade para Nutricionistas.
  • Declaração de imposto de renda pessoa física para Nutricionistas.
  • Carnê-leão para Nutricionistas.
  • Abertura de empresas (LTDA, EIRELI, EI, MEI, microempresa e etc) para Nutricionistas.
  • Registro de marcas para Nutricionistas.
  • Parcelamentos na Receita Federal;
  • Assessoria e consultoria tributária;
  • Assessoria e consultoria trabalhista; e
  • Assessoria e consultoria empresarial.

Atendemos em todo Brasil.

O que você achou deste nosso conteúdo?

Deixe um comentário no final deste nosso post, com a sua opinião.

Conseguiu entender melhor o assunto?

Caso tenha restado alguma dúvida, fique a vontade para entrar em contato.

Você conhece alguém que precisa conhecer este nosso conteúdo?

Então compartilhe com esta pessoa.

Sabe qual é o nosso maior desejo?

É que você cresça de forma organizada. Não cresça acumulando riscos.

_______________________________________________________________________________________

Caso tenham interesse em se informar um pouco mais, convido a todos vocês para tomar conhecimento das nossas outras publicações relacionadas à tributação dos empreendedores digitais em geral, que destaco abaixo.

Nós escrevemos pensando em vocês.

Por que os ganhos dos YOUTUBERS com adsense NÃO devem ser omitidos perante a Receita Federal?

Vantagens na abertura de uma empresa – Microempresa, MEI, EPP

Youtuber – Registre seu canal no youtube como MARCA

Sites e blogs – Imposto de renda, carnê leão e contabilidade

Fim da monetização dos canais infantis no youtube

Youtuber pode ser MEI (microempreendedor individual)?

Contabilidade especializada para YOUTUBER – monetização e ganhos adsense

Influenciadores digitais (influencers) – Imposto de renda e carnê leão

Publicidade infantil – Youtubers e Influenciadores digitais

Regulamentação da profissão de Youtuber – Projeto de Lei nº 10938/2018

Carnê-leão atrasado youtubers – (imposto de renda monetização adsense)

Monetização de streamers – Imposto de renda e carnê leão

Isenção de imposto de renda Youtuber – monetização adsense

Ganhos de Youtuber e Blogueiro – Principais dúvidas sobre imposto de renda e contabilidade

Como declarar ganhos do adsense de youtubers? CUIDADO!

Contabilidade para desenvoledores de sites, aplicativos e sistemas (softwares)

Monetização youtuber e imposto de renda – Políticas do Programa google adsense

Monetização adsense e imposto de renda – Políticas do Programa de parceria do youtube

Monetização adsense e imposto de renda – Evitem problemas com as Políticas do youtube e com a Receita Federal

Contabilidade para afiliados (hotmart, monetizze, eduzz e etc)

_____________________________________________________________________________________________________

Conte com nosso trabalho. Estamos à disposição para ajudá-los.

Escritório Francel Menezes Contabilidade

E-mail: ffmcontabil@gmail.com

Instagram: @francelm_contabilidade 

Canal no youtube

Site: http://www.menezescontabilidade.com.br
 
Facebook: https://m.facebook.com/Francel.Menezes.Contabilidade/

Telefone (21) 2671-9155

Compartilhar Postagem

Acessar Escrito por

Escritório Francel Menezes Contabilidade

Conte com nosso trabalho. Estamos à disposição para ajudá-los.Escritório Francel Menezes ContabilidadeSolicite nosso whatsapp por email. Atendemos a todo o Brasil.Telefone (21) 2671-9155

Comentários