Carregando...
Blog

A história do Picpay: O maior aplicativo de pagamentos do Brasil

Você conhece a história dessa Startup do setor financeiro chamada Picpay? Se você está pesquisando sobre toda a história do Picpay, saiba que você encontrou o lugar certo!

Relacionamos uma explicação do site Mundodasmarcas para você conseguir entender melhor toda a história do Picpay: O maior aplicativo de pagamentos do Brasil.

Nesse conteúdo você poderá entender a trajetória desse aplicativo de pagamentos de sucesso.

Poderá aprender lições e extrair muita informação de qualidade capaz de inspirar você em seu projeto e na sua história.

E quem sabe algum dia estaremos aqui contando a sua história?

Conheça a história do Picpay: O maior aplicativo de pagamentos do Brasil.

Nós, do escritório Francel Menezes contabilidade, prestamos assessoria tributária e empresarial para empreendedores digitais, que consideramos como aqueles que não só trabalham pela internet, mas aqueles que criam e desenvolvem projetos e ideias digitais.

Adoramos conhecer projetos, ideias e pesquisamos muito sobre essas histórias de sucesso, por isso tivemos a intenção de criar este artigo, como inspiração para todos.

Introdução

Pagar a conta da boate às 4h da manhã deixando a carteira em casa? Confere.

Mandar o dinheiro pra sua conta no banco e não pagar taxa nenhuma? Confere.

Fazer uma recarga de celular? Confere.

Tudo sem carteira, dinheiro ou cartão. Com PicPay é assim.

Você paga tudo pelo celular, sem contato e de onde estiver. Mais do que uma nova forma de pagar, o PicPay oferece uma nova experiência entre o cliente e o seu dinheiro. 

A história 

Essa história começou dentro da TEC Vitória, uma incubadora de tecnologia no Espírito Santo. 

Quando três empreendedores, Dárcio Stehling, Diogo Roberte e Anderson Chamon, resolveram apostar na ideia de levar um método de pagamento para dentro do smartphone, imaginando como isso poderia revolucionar a relação que as pessoas tinham com o dinheiro em nosso país.

Era um período em que as pessoas começavam a ganhar intimidade com seus smartphones e transações bancárias online não eram comuns e geravam muitas incertezas.

Mesmo diante dessas dúvidas, no dia 13 julho de 2012, os três jovens empreendedores fundaram o PicPay, uma startup para otimizar soluções do setor financeiro, e/ou introduzir novas soluções.

O primeiro produto foi um aplicativo de pagamentos online, que nasceu com a proposta de descomplicar transferências de valores entre usuários.

Combinando tecnologia e segurança, o objetivo era facilitar a vida dos seus usuários em diversos momentos, como dividir a conta do bar, cobrar o dinheiro da viagem ou rachar o presente de aniversário do amigo.

E isso começou a ser possível em 2013 com o lançamento da opção de pagamento em P2P (pagamento pessoa para pessoa).

O PicPay permitia receber e realizar pagamentos para pessoas, de graça e instantaneamente, usando o cartão de crédito ou o saldo da carteira digital.

O aplicativo tinha funcionamento simples: era só procurar o nome do usuário que iria receber o dinheiro, digitar o valor do pagamento e pronto, pagou.

PicPay também chegou com uma novidade: foi uma das primeiras carteiras digitais do mundo a oferecer pagamento via QR Code.

Ampliando os serviços

Em 2014, a empresa ampliou os serviços oferecidos com o lançamento do PicPay Pro, solução para quem desejava receber pagamento sobre vendas realizadas (em até 12x no cartão de crédito e receber na hora, neste caso era cobrada taxa por pagamento recebido).

A transação podia acontecer entre contas do PicPay ou por link de pagamento.

O sucesso e crescimento do PicPay rapidamente despertou o interesse de grandes investidores e, em 2015, o Banco Original adquiriu significativa participação na empresa. Em 2016, o PicPay já atingia a marca de 500 mil usuários.

Com crescimento cada vez mais acelerado, foi então que o PicPay ofereceu, em 2017, a opção de pagamentos voltada para empresas, que acabou dando mais visibilidade ao aplicativo.

Além disso, na PicPay Store era possível recarregar celular, cartão de transporte, e muito mais.

No ano seguinte o PicPay realizou o lançamento do e-commerce (para pagamentos em sites) e assinaturas (perfeito para clubes de assinatura, financiamentos coletivos, criadores de conteúdo e muito mais).

O ano de 2019 foi marcado pelo lançamento de novos serviços como a opção de saque na rede Banco24Horas (escaneando um QR Code na tela do caixa eletrônico usando o aplicativo do PicPay) e até o rendimento de carteira (o saldo rende 210% do CDI).

Até este momento, em sete anos de operação, o PicPay acumulou 33 milhões de pagamentos realizados por seus usuários, dos quais 3.5 milhões foram feitos por QR Codes.

As campanhas publicitárias.

Em novembro de 2019, já como maior carteira digital do país, com 12 milhões de usuários, o PicPay lançou sua primeira grande campanha publicitária com a assinatura “PicPay. É mais que dinheiro”.

A campanha era composta por dois filmes estrelados por Fábio Porchat.

Nas peças, o humorista resolve discutir sua relação com o dinheiro de papel e explica sua escolha por um “relacionamento moderno”, apresentando as facilidades do aplicativo e a fluidez das movimentações financeiras.

Uma estratégia que tornou o aplicativo ainda mais popular foram ações de cashback (dinheiro de volta). Através dessas promoções, o PicPay devolve parte do valor gasto pelo usuário em compras ou pagamentos específicos.

O Picpay Card!

Recentemente a empresa acelerou o lançamento de outros produtos para se posicionar no topo do mercado.

Por exemplo, em 2020, a empresa lançou, em parceria com o banco Original, que é um dos seus controladores, o PicPay Card, que em poucos meses chegou a emitir 4 milhões de cartões para seus clientes.

Sem anuidade, o produto é oferecido a toda base de milhões de usuários com a função débito ativada e, a depender perfil do cliente, o crédito também é concedido.

Além de ser uma extensão do aplicativo no mundo físico, o PicPay Card se soma à iniciativa da empresa de se consolidar como marketplace financeiro, com uma gama completa de produtos e serviços, incluindo de outras instituições financeiras plugados à plataforma.

A necessidade dos pagamentos digitais.

A pandemia de COVID-19 turbinou os pagamentos digitais e impulsionou definitivamente o PicPay, que começou 2020 com 14 milhões de usuários e fechou o ano com 38.8 milhões.

Além disso, novos serviços entraram em operação em 2020, como a Central de Doações (para efetuar doações para várias instituições como Amigos do Bem, Instituto Ronald McDonald, Médicos Sem Fronteiras e Visão Mundial) e o PicPay Login (facilita as opções de login em sites e aplicativos de terceiros, além de oferecer gratuidade em serviços).

A importância dos patrocínios.

Em dezembro de 2020, o PicPay anunciou a cantora Iza como a nova embaixadora da marca.

A partir de então, todas as principais campanhas da marca são protagonizadas pela artista, e as maiores participações ocorrem no primeiro semestre de 2021, período em que o PicPay está em grande evidência com o patrocínio ao Big Brother Brasil, seguindo a edição passada do reality, que catapultou a marca para um enorme reconhecimento nacional.

O PicPay, visto pelo mercado como um grande player de meio de pagamentos, esta desenvolvendo novos produtos e serviços, que serão lançados nos próximos meses, como, por exemplo:

peer-to-peer lending (empréstimo de um usuário para o outro);

  • Publicidade em sua rede;
  • Uma plataforma aberta de investimentos;
  • E até um serviço de mensagens ao estilo WhatsApp em sua plataforma.

Apesar dos inúmeros serviços lançados nos últimos anos, o PicPay não quer ser um banco digital e nem concorrer com as fintechs badaladas.

A ideia é ganhar cada vez mais espaço como uma carteira digital, batendo de frente com outros serviços concorrentes. Afinal, PicPay é o jeito mais fácil de enviar e receber dinheiro.

Dessa forma, finalizamos o nosso post, e agradecemos por ler até aqui!

O que você achou deste nosso conteúdo? 

Deixe um comentário no final deste nosso post, com a sua opinião. 

Conseguiu entender melhor o assunto? 

Caso tenha restado alguma dúvida, fique a vontade para entrar em contato. 

Você conhece alguém que precisa conhecer este nosso conteúdo? 

Então compartilhe com esta pessoa. 

Sabe qual é o nosso maior desejo? 

É que você cresça organizadamente. Não cresça acumulando riscos. 

_______________________________________________________________________________________ 

Caso tenham interesse em se informar um pouco mais, convido a todos vocês para tomar conhecimento das nossas outras publicações relacionadas à história de outros aplicativos ou redes sociais, que destaco abaixo. 

Escrevemos pensando em vocês. 

A surpreendente história da Amazon que você precisa conhecer 

Netflix: Tudo sobre a história da empresa que revolucionou o mercado do entretenimento

Conheça a impressionante história do Facebook

Instagram: Conheça a história dessa rede social fantástica

Orkut: A história de uma rede social que já fez muito sucesso

Yahoo: Os altos e baixos do site de busca que já foi um dos mais famosos do mundo

Whatsapp: A história do aplicativo que está entre os mais famosos do mundo

Twitter: Histórias e curiosidades sobre essa rede social conhecida pelo mundo todo

Telegram: A história da rede social que vem crescendo mais a cada dia

Uber: Saiba tudo da história de como surgiu o aplicativo

_____________________________________________________________________________________________________ 

Conte com nosso trabalho. Estamos à disposição para ajudá-los.

Escritório Francel Menezes Contabilidade.

E-mail: escritoriofmc@francelmenezes.com

Instagram: @francelm_contabilidade

Canal no YouTube

Site: http://www.menezescontabilidade.com.br 
 

Facebook: https://m.facebook.com/Francel.Menezes.Contabilidade/

Telefone (21) 2671 – 9155

Compartilhar Postagem

Acessar Escrito por

Escritório Francel Menezes Contabilidade

Conte com nosso trabalho. Estamos à disposição para ajudá-los.Escritório Francel Menezes ContabilidadeSolicite nosso whatsapp por email. Atendemos a todo o Brasil.Telefone (21) 2671-9155

Comentários