Notícias

voltar

Monetização adsense e imposto de renda - Evitem problemas com as Políticas do youtube e com a Receita Federal

O que você deve saber antes de produzir seus vídeos e conteúdos?

Olá Youtubers e produtores de conteúdo em geral, sejam bem vindos ao Escritório Francel Menezes Contabilidade!

Antes do assunto principal, eu gostaria de recomendar que nos sigam em nosso instagram @francelm_contabilidade  para que acompanhem as nossas publicações e novidades sobre assuntos tributários, empresariais e trabalhistas.

Vamos ao que interessa!

Será que vale uma pausa para um desabafo logo no início do artigo? Vale! Assim que finalizei este conteúdo, eu percebi que a importância dele vai muito além do meu interesse profissional! A importância dele é social e os seus efeitos poderão chegar às telas das televisões, dos smartphones, computadores e etc. Entendedores entenderão!

Em 2018, muitos youtubers e produtores de conteúdo foram afetados pelas novas políticas do youtube, fato que resultou em uma diminuição dos ganhos recebidos do google adsense. Alguns tiveram parte de seus vídeos e conta suspensos e outros, até mesmo foram banidos do youtube.

Diante deste ocorrido, estivemos pensando durante algum tempo, em uma forma de contribuir para minimizar os impactos causados aos produtores de conteúdo pelas novas políticas, e por isso, nesta publicação, o Escritório Francel Menezes Contabilidade irá citar algumas políticas que considera de extrema importância.

Um dos nossos objetivos é divulgar, compartilhar e levar estas regras ao conhecimento daqueles que trabalham ou pretendem trabalhar com o youtube, para que a monetização dos seus vídeos não seja mais afetada.

E será que a nossa preocupação é apenas com os produtores de conteúdo e youtubers?

Claro que NÃO! Nós também esperamos e desejamos que vocês tenham zelo e cuidado com aqueles que assistem os seus conteúdos. Principalmente com as crianças. Não produzam vídeos que promovem a violência, o ódio, ameaças, bullying, dentre outros. Vocês são grandes influenciadores e por isso devem ter responsabilidade ao produzir um vídeo que será assistido por milhões de pessoas.

As grandes empresas e marcas também não desejam que seus anúncios publicitários, altamente estudados e de alto valor institucional,  sejam veiculados em vídeos ou canais com conteúdos irresponsáveis e inadequados de uma forma geral. Você promoveria sua marca, produto e empresa em conteúdos incompatíveis com a sua ideologia de vida pessoal ou profissional? Promoveria em conteúdos que pudessem trazer danos à sua marca?

Um simples vídeo com cenas de uma pessoa simulando maus tratos à um brinquedo (boneca), ou outra pessoa, ainda que seja de brincadeira ; usando palavras e expressões inadequadas em vista do público que possui ; debochando de certas características pessoais ; podem trazer consequências bem ruins! Mesmo que não seja a intenção.

Aproveitando, e sendo bem breve quanto a isso, já que esta publicação possui cunho estrutural para quem deseja trabalhar nesta plataforma de vídeos e com o adsense, atentem-se também às regras tributárias do nosso país! Isso mesmo! Todas as pessoas físicas que recebem alguma renda devem sujeitar estes valores à tributação pelo imposto de renda pessoa física, salvo algumas exceções!

Ou seja, se você recebe rendimentos do adsense mensalmente, o imposto de renda sobre os ganhos deve ser calculado mensalmente e se houver imposto a pagar, deve ser pago no mês seguinte. E no ano posterior, deve ser entregue (transmitida) à Receita Federal, a Declaração de imposto de renda pessoa física, consolidando as informações dos rendimentos recebidos, despesas, bens, direitos e obrigações. Quem recebe esporadicamente, deve também calcular o imposto no mês do recebimento e se tiver imposto a pagar, deverá pagar no mes seguinte.

Muitos produtores de conteúdo passam anos recebendo do adsense sem pagar imposto, correndo altos riscos de serem autuados pela Receita Federal do Brasil e arcarem com multas de ofício de 75%, mais juros por atraso de pagamento. Sobre este assunto, nosso escritório, que é especializado em contabilidade e assessoria tributária para youtubers, publicou o artigo abaixo e poderá regularizar o seu caso.

Não deixem de ler: Ganhos de youtubers com google adsense - imposto e tributação

Basta entrar em contato conosco através do email disponibilizado no fim deste artigo ou através do nosso perfil no instagram @francelm_contabilidade.

Por fim, logo abaixo iremos reproduzir algumas regras que constam nas Políticas do youtube (conteúdo que consta no youtube). E caso desejem realizar uma leitura completa sobre o assunto, basta clicar aqui que você será redirecionado para o site do próprio youtube.  Espero que aproveitem e divulguem nossa publicação!


Reiteramos que o conteúdo abaixo não é de nossa autoria e a fonte está disponibilizada no parágrafo anterior. 


Política de assédio e bullying virtual

Queremos que você use o YouTube sem medo de sofrer assédios mal-intencionados. Em casos em que o assédio se torna um ataque com fins maliciosos, pode ser denunciado e será removido. Em outros casos, os usuários podem ser um pouco irritantes e devem ser ignorados.

Casos de assédio incluem:

  • vídeos, mensagens ou comentários ofensivos;
  • revelar as informações pessoais de alguém, incluindo informações de identificação pessoal confidenciais como CPF ou CNPJ, número do passaporte ou número da conta bancária;
  • gravação mal-intencionada de alguém sem o devido consentimento;
  • postagem deliberada de conteúdo com o intuito de humilhar alguém;
  • comentários/vídeos ofensivos e negativos sobre outras pessoas;
  • sexualização indesejada, que inclui assédio ou intimidação sexual em qualquer forma;
  • incitação ao assédio a outros usuários ou criadores de conteúdo.

Dicas e conselhos:

  • Pense antes de postar: reflita seriamente sobre a imagem que você quer passar on-line e não poste nada que possa comprometer sua reputação ou sua segurança.
  • Comunique-se: peça aos seus amigos para não pratiquem o bullying virtual e expresse sua opinião contra esse tipo de atividade sempre que encontrar algo nesse sentido no site.
  • Conte a um adulto caso esteja preocupado com as ações on-line de outras pessoas direcionadas a você.
  • Exclua comentários e bloqueie o usuário se ele estiver incomodando você. Assim, essa pessoa não poderá mais enviar comentários. Você também pode desativar os comentários de qualquer vídeo ou gerenciar a postagem deles exigindo uma pré-aprovação.
  • Respeite a opinião de outras pessoas on-line, mas saiba quando ela ultrapassar limites. Nossa intenção é que o YouTube seja uma plataforma dinâmica e expressiva, mas não queremos que os usuários se sintam intimidados ou ameaçados.
  • Denuncie usuários e conteúdo ofensivos com a ferramenta de denúncias do YouTube.

Para conhecer as ferramentas disponíveis para ajudar você a gerenciar sua experiência no site, em especial sobre usuários ofensivos, acesse a página de Configurações de segurança e privacidade.

Às vezes, críticas e insultos podem tomar proporções mais graves de assédio e bullying virtual. Se tipos específicos de ameaças forem direcionados a você, e você se sente inseguro, conte a um adulto de sua confiança e denuncie ao órgão local de segurança pública.

Política de discurso de ódio

Incentivamos a liberdade de expressão e tentamos defender seu direito de expressar pontos de vista não muito populares, mas não permitimos o discurso de ódio.

O discurso de ódio refere-se a conteúdos que promovem a violência ou têm como objetivo principal incitar o ódio contra indivíduos ou grupos, com base em determinadas características como:

  • raça ou etnia
  • religião
  • deficiência
  • sexo
  • idade
  • status de reservista militar
  • orientação/identidade sexual

Há uma linha tênue entre o que é ou não é considerado discurso de ódio. Por exemplo, em geral, não há problemas em criticar uma nação ou estado. No entanto, o conteúdo violará nossa política se o objetivo principal for incitar o ódio contra um grupo de pessoas apenas com base na etnia ou promover a violência com base em qualquer uma das características mencionadas acima, como a religião.

Como denunciar conteúdo de incitação ao ódio

Nem tudo que é maldoso ou ofensivo é considerado incitação ao ódio. Se o conteúdo postado por um usuário específico incomodar você, bloqueie essa pessoa.

No entanto, se você acreditar que o conteúdo viola nossa política contra o discurso de ódio, denuncie para a análise do YouTube de uma das seguintes maneiras:

  • Sinalizar o vídeo: para denunciar conteúdo de incitação ao ódio que você acredita violar nossas diretrizes da comunidade, sinalize o vídeo.
  • Enviar uma denúncia de abuso: caso queira denunciar vários vídeos, comentários ou até mesmo toda a conta de um usuário, acesse nossa ferramenta de denúncia para enviar informações mais detalhadas.

Política de falsificação de identidade

Atividades como a cópia do layout do canal de um usuário, o uso de nomes de usuário semelhantes ou a postagem em nome de outra pessoa nos comentários, e-mails ou vídeos podem ser consideradas assédio. A conta será removida se a nossa equipe achar que ela foi criada com o intuito de falsificar a identidade de outro canal ou pessoa.

Há dois tipos de falsificação de identidade no YouTube: o de canal e o de pessoa.

Falsificação de identidade de um canal

Um usuário copia o perfil, o plano de fundo ou o texto de algum canal e escreve comentários como se tivessem sido postados pelo canal de outra pessoa. Se você acha que houve falsificação do seu canal ou do de outro criador de conteúdo, acesse nossa ferramenta de denúncia.

Falsificação de identidade de uma pessoa

Um usuário cria um canal ou vídeo utilizando o nome verdadeiro, a imagem ou outras informações pessoais de alguém com o intuito de fazer com que os usuários pensem que se trata daquela pessoa no YouTube. Se você acredita que sua identidade foi falsificada, use nosso formulário on-line para denunciar o caso.

Observação: esse formulário não é para remoção de contas que você não pode mais acessar.

O que não consideramos falsificação

Falsificação não inclui canais ou vídeos que se passam por uma empresa. Neste caso, você pode enviar uma reclamação legal utilizando nossos formulários de denúncia legal.

Política sobre ameaças

A comunidade do YouTube é importante para nós e queremos que ela cresça. Para garantir que isso seja possível, qualquer conteúdo que faça ameaças de danos físicos sérios contra uma pessoa específica ou um determinado grupo será removido.

Qualquer pessoa que fizer ameaças receberá avisos na conta, podendo ocorrer o encerramento dela também.

Como denunciar uma ameaça

  • Sinalizar o vídeo: para denunciar ameaças graves de violência basta sinalizar o vídeo.
  • Enviar uma denúncia de abuso: caso queira denunciar vários vídeos, comentários ou até mesmo a conta de um usuário, acesse nossa ferramenta de denúncia para enviar informações mais completas.

Se você acredita que foi vítima de uma ameaça grave de violência, entre em contato com as autoridades locais.

Políticas sobre conteúdo com armas de fogo

O YouTube proíbe alguns tipos de conteúdo que tenham armas de fogo. Mais especificamente, não aceitamos o envio de conteúdo que: 

  • tenha o objetivo de comercializar armas de fogo ou acessórios relacionados por meio de venda direta (por exemplo, vendas privadas feitas por pessoas) ou que inclua links para sites que vendam esses itens. Esses acessórios incluem, entre outros, produtos que possibilitam a simulação ou a ativação do modo de disparo automático de armas de fogo (por exemplo, dispositivos do tipo "bump stock", gatilhos automáticos, acessórios e kits para conversão) e carregadores de alta capacidade (por exemplo, carregadores ou coldres contendo mais de 30 cartuchos);
  • forneça instruções sobre a fabricação de armas de fogo, munição, carregadores de alta capacidade, silenciadores/abafadores caseiros ou determinados acessórios para armas de fogo, como os itens listados acima. Isso também inclui instruções sobre como simular ou ativar o modo de disparo automático de armas de fogo;
  • mostre aos usuários como adicionar os acessórios ou fazer as modificações mencionadas acima.

Denunciar conteúdo que viola esta política

Caso acredite que um conteúdo viola esta política, sinalize o vídeo para denunciá-lo.

Segurança infantil no YouTube

Proteger o bem-estar físico e emocional de menores é uma prioridade para o YouTube. Um menor é definido como uma pessoa que ainda não alcançou a maioridade legal. Na maioria dos países, seria qualquer pessoa com menos de 18 anos.

Denunciar conteúdo inadequado

Contamos com os membros da comunidade do YouTube para denunciar qualquer conteúdo que considerem inadequado. Se você encontrar algum conteúdo que acredita violar qualquer uma das nossas políticas mencionadas abaixo, entre em contato. A denúncia de conteúdo é anônima. Dessa forma, outros usuários não saberão quem a enviou. Saiba mais

Política de abuso infantil 

Sexualização de menores

É expressamente proibida a exibição de conteúdo sexualmente explícito com menores e que mostre a exploração sexual de menores. Enviar, comentar ou participar de atividades que sexualizem menores pode resultar na remoção do conteúdo. Além disso, a conta pode ser encerrada.

Nos casos em que um vídeo contém imagens de abuso sexual infantil, nossa equipe o denuncia ao Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas, que trabalha com órgãos globais de cumprimento da lei.

Atos nocivos ou perigosos envolvendo menores

Levamos a sério qualquer conteúdo nocivo ou perigoso que envolva menores. Se o seu conteúdo mostra um menor participando de uma atividade nociva ou perigosa, podemos removê-lo e enviar um aviso à sua conta. Com o intuito de proteger os menores e evitar que assistam ou reproduzam determinadas atividades de risco, podemos aplicar a restrição de idade no conteúdo que contenha adultos participando de atividades com alto risco de ferimentos ou morte.

Como denunciar o abuso infantil

Se você acredita que uma criança esteja em risco iminente, entre em contato imediatamente com o órgão local de cumprimento da lei e denuncie a situação.

Veja o que fazer caso identifique conteúdo que acredita mostrar uma criança em perigo: 

  • Sinalizar o vídeo: denuncie vídeos que contenham conteúdo sexualmente inadequado envolvendo menores. Para isso, sinalize o vídeo como "Abuso infantil".
  • Enviar uma denúncia de abuso: caso queira denunciar vários vídeos, comentários ou até mesmo a conta de um usuário, acesse nossa ferramenta de denúncia para enviar informações mais detalhadas.

Se concluirmos que uma criança está em situação de risco com base no conteúdo denunciado, colaboraremos com qualquer investigação oficial de órgãos de cumprimento da lei.

Temas adultos em conteúdo para a família

O YouTube contém vídeos enviados com o objetivo de educar e entreter famílias. Os vídeos criados para parecer conteúdo familiar, mas que contêm temas adultos, provavelmente receberão uma restrição de idade. Assim, apenas pessoas com mais de 18 anos poderão visualizar o conteúdo. Vídeos enganosos que aparentam ter conteúdo para a família, mas que contêm temas sexuais ou conteúdo obsceno, são proibidos pelo YouTube e serão removidos.

Bullying virtual e assédio 

É expressamente proibida a prática de bullying ou assédio a qualquer pessoa. Isso inclui: 

  • vídeos, mensagens ou comentários ofensivos;
  • revelar as informações pessoais de alguém, incluindo informações de identificação pessoal confidenciais, como CPF ou CNPJ, número do passaporte ou número da conta bancária;
  • gravação mal-intencionada de alguém sem o devido consentimento;
  • postagem deliberada de conteúdo com o intuito de humilhar alguém;
  • comentários/vídeos ofensivos e negativos sobre outras pessoas;
  • sexualização indesejada, que inclui assédio ou intimidação sexual em qualquer forma;
  • incitação ao assédio a outros usuários ou criadores de conteúdo.

Siga estas etapas caso queira denunciar vídeos ou comentários e enviá-los para análise.

Práticas recomendadas para criadores de conteúdo

Queremos que os criadores de conteúdo continuem se divertindo e sejam criativos, mas pedimos que sigam nossas diretrizes da comunidade. Você sempre deve olhar de maneira crítica o conteúdo que compartilha on-line e pedir permissão antes de enviar para o YouTube um vídeo que mostre outra pessoa. Além disso, se você é um criador de conteúdo e seu conteúdo contém menores de idade, siga estas instruções:

  • Mantenha os menores fisicamente em segurança. Nunca os coloque em situações arriscadas que possam causar ferimentos, incluindo acrobacias, desafios e brincadeiras perigosas.
  • Não cause danos emocionais. Evite situações que possam causar sofrimento emocional, como a exposição delas a temas adultos. 
  • Respeite a privacidade de um menor. Tenha o consentimento dos pais ou responsáveis legais do menor antes de mostrá-lo no seu vídeo. Garanta que a participação deles no seu vídeo é voluntária.
  • Modere os comentários dos usuários nos seus vídeos. Disponibilizamos ferramentas para filtrar e analisar comentários. Além disso, você sempre pode sinalizar comentários por conterem conteúdo ofensivo ou de spam.
  • Gerencie a privacidade do seu vídeo e as configurações de incorporação. Você tem várias opções para controlar quem pode ver seu vídeo e como ele é compartilhado em sites externos.

Legislação e regulamentação do trabalho infantil

Além de ter o consentimento, você precisa cumprir toda a legislação e regulamentação relacionadas ao trabalho envolvendo menores. Tenha certeza de que entendeu e segue a lei. Veja abaixo alguns tópicos que você precisa conhecer: 

  • Permissões: leia a legislação e a regulamentação locais para saber se os menores que aparecem nos seus vídeos precisam de uma permissão, registro ou licença para trabalhar. É necessário saber também se você precisa de permissão ou autorização para contratar menores.
  • Salário/Participação na receita: você precisa seguir a legislação aplicável relativa ao pagamento pelo trabalho de menores. Em alguns casos, pode ser preciso pagar um salário aos menores. Em outros casos, pode ser que você precise fornecer diretamente aos menores uma parte da receita que recebe dos vídeos ou separar uma parcela destinada por lei ao menor.
  • Escolarização e educação: a participação de menores no seu conteúdo precisa cumprir toda a legislação aplicável a fim de os proteger de interferências na escolarização e educação.
  • Intervalos, horário e ambiente de trabalho: é preciso que o ambiente de trabalho seja seguro para o menor. Ele precisa ter tempo suficiente para descanso, estudos e lazer todos os dias. Os menores não devem trabalhar durante a noite. Além disso, você precisa seguir toda a legislação local relativa ao horário de trabalho e ao limite de horas trabalhadas por dia e semana. 

Recomendações e colocações pagas de produtos

Se o seu vídeo tiver uma recomendação ou colocação paga de produto, será preciso marcar a caixa informando que o vídeo contém promoção paga nas configurações avançadas. Saiba mais

Políticas de nudez e conteúdo sexual

Um vídeo sexualmente provocante tem menos probabilidade de ser aceito pelo YouTube.

O que é o que não é permitido

Conteúdo com teor sexual explícito, como pornografia, não é permitido. Vídeos que apresentem conteúdo fetichista serão removidos ou sofrerão restrições de idade, dependendo da gravidade da ação em questão. Na maior parte dos casos, a exibição de fetiches violentos, explícitos ou humilhantes é proibida no YouTube.

O conteúdo que apresenta nudez ou cenas com teor sexual pode ser permitido caso a finalidade principal seja educativa, documental, científica ou artística e essas imagens não sejam explícitas ou gratuitas. Por exemplo, um documentário sobre câncer de mama é adequado, mas postar trechos desse material fora do contexto talvez não seja. Lembre-se de que apresentar o contexto no título e na descrição pode ajudar nossa equipe e os seus espectadores a entender a finalidade do vídeo.

Conteúdo com restrição de idade

Nos casos em que o conteúdo não ultrapassa nenhum limite, mas apresenta imagens com teor sexual, podemos aplicar restrições de idade para que o vídeo apareça somente para espectadores acima de determinada idade.

A miniatura de um vídeo poderá ser rejeitada caso apresente conteúdo sexual, mesmo que não ultrapasse nenhum limite. Se isso acontecer, você receberá um e-mail e poderá substituir a miniatura. Saiba mais sobre nossas políticas de miniaturas neste link.

Materiais que apresentam nudez ou conduta sexual dramatizada podem sofrer restrições de idade quando o contexto for educativo, documental, científico ou artístico. O conteúdo que apresenta pessoas com roupas mínimas ou reveladoras também pode receber um restrição de idade (no caso dos vídeos) ou ser rejeitado (no caso das miniaturas) caso seja intencionalmente provocativo, mas não explícito.

Veja o que levamos em conta ao aplicar restrições de idade a um vídeo ou rejeitar uma miniatura:

  • Se a pessoa está em uma pose que estimula o espectador sexualmente.
  • Se a pessoa está em trajes mínimos e se as roupas seriam aceitáveis em locais públicos adequados (por exemplo, roupas de banho x roupas íntimas).
  • Para vídeos: se os seios, as nádegas ou os órgãos genitais (cobertos ou expostos) são o ponto principal do vídeo.
  • Se o cenário do vídeo tem conotação sexual (por exemplo, um local normalmente associado a atividades sexuais, como uma cama).
  • Se a linguagem usada no vídeo é vulgar e/ou obscena.
  • Se as ações da pessoa retratada no vídeo sugerem a disposição para participar de atividades sexuais (por exemplo, beijos, danças provocantes e carícias).
  • Há ainda outros fatores que levam à restrição de idade, como:
  • o tempo de exibição de uma imagem no vídeo;
  • exposição breve ou prolongada, especialmente com relação à duração total do vídeo (o ângulo da câmera e o foco, além da clareza relativa das imagens no vídeo).

Como denunciar conteúdo com nudez ou teor sexual:

Sinalize o vídeo: você pode denunciar conteúdo que, na sua opinião, viola a política ou não é apropriado para todas as idades. Para isso, sinalize o vídeo.

Se você não quer encontrar conteúdo com restrição de idade, ative o Modo restrito.

Políticas de conteúdo violento ou explícito

Violência real, dramatizada ou falsa

Representações reais de conteúdo violento ou explícito

Cada vez mais, o YouTube está se tornando um local em que jornalistas-cidadãos, documentaristas e outros usuários publicam registros sobre a vida cotidiana deles. É inevitável que alguns desses vídeos tenham conteúdo de natureza violenta ou explícita.

Não aceitamos a postagem de conteúdo violento ou com sangue em excesso que tenha como principal objetivo chocar, impressionar ou desrespeitar os espectadores. Se o conteúdo de um vídeo for explícito ou perturbador, será preciso fornecer mais contexto e informações sobre ele. Se você postar conteúdo explícito em um contexto jornalístico, documental, científico ou artístico, forneça informações suficientes para que as pessoas entendam o que está acontecendo. Em alguns casos, o conteúdo é tão violento ou chocante que nem mesmo o contexto fornecido é suficiente para que ele permaneça em nossas plataformas. Não encoraje outros a cometer atos específicos de violência. Não aceitamos conteúdo violento que cause sofrimento desnecessário ou ferimentos em animais, além de incentivar ou coagir animais a brigar.

Se a violência exibida no seu vídeo for particularmente explícita, lembre-se de incluir o máximo possível de informações no título e nos metadados para ajudar os espectadores a compreender o que será exibido. O contexto educativo ou documental do conteúdo pode ajudar o espectador e nossos revisores a entender o motivo da exibição de imagens perturbadoras.

Por exemplo, um jornalista-cidadão que captura imagens de manifestantes sendo agredidos e envia o vídeo com informações relevantes (data, local, contexto etc.) provavelmente poderá enviar o vídeo. No entanto, o envio da mesma gravação sem as informações contextuais ou educativas pode ser considerado sem propósito e pode ser removido do site.

Representações dramatizadas de conteúdo violento ou explícito

Algumas pessoas postam vídeos que contêm representações dramatizadas de violência. Assim como no cinema e na TV, conteúdo explícito ou perturbador e cenas com violência, sangue em excesso ou imagens chocantes não são adequados para menores de idade e terão restrições de idade.

Conteúdo relacionado a terrorismo

Não permitimos que organizações terroristas usem o YouTube para qualquer propósito, incluindo o recrutamento de novos membros. O YouTube também proíbe estritamente qualquer conteúdo relacionado ao terrorismo, como o que promove atos terroristas, incita a violência ou enaltece ataques terroristas. 

Se você publicar conteúdo relacionado ao terrorismo para fins educacionais, documentais, científicos ou artísticos, forneça informações suficientes para que os espectadores entendam o contexto. Filmagens explícitas ou polêmicas podem estar sujeitas à adição de restrições de idade ou de uma tela de aviso.

O conteúdo pode ser restringido por idade

Em alguns casos, a violência falsa, real ou dramatizada pode não ser adequada para todas as idades. Assim como as classificações do cinema ou da televisão, nossas restrições de idade ajudam os espectadores a evitar conteúdo que podem considerar inaceitável para eles próprios ou para os filhos deles. Saiba mais sobre conteúdo com restrição de idade.

A miniatura de um vídeo poderá ser rejeitada caso apresente conteúdo violento ou explícito, mesmo que não ultrapasse nenhum limite. Se isso acontecer, você receberá um e-mail e poderá substituir a miniatura. Saiba mais sobre nossas políticas de miniaturas neste link

Se você não quer assistir conteúdo com restrição de idade, ative o Modo restrito.

O que levamos em conta ao restringir conteúdo explícito ou violento:

  • se o vídeo mostra cenas de ataques físicos com ferimentos graves;
  • se o vídeo mostra o resultado explícito de um ato de violência;
  • se os ataques de violência são o objeto principal do vídeo;
  • se a violência contida no vídeo é realista quando postada em um contexto dramatizado;
  • se o vídeo contém temas adultos, mas segmenta menores de idade.
  • Outros fatores incluem:
  • a duração da exibição da imagem no vídeo;
  • exposição breve ou prolongada, em especial, com relação à duração total do vídeo.
  • o ângulo e o foco da câmera;
  • a clareza relativa das imagens no vídeo.

Como denunciar conteúdo explícito ou violento

Sinalize os vídeos para denunciá-los caso você acredite que eles violem essa política ou que não sejam adequados para todas as idades.


Caso tenham interesse em se informar um pouco mais sobre o trabalho do Escritório Francel Menezes Contabilidade, convido a todos vocês para tomar conhecimento das nossas outras publicações relacionadas à tributação dos youtubers, que destaco abaixo:

Ganhos de Youtubers com Google Adsense - Imposto e tributação

Ganhos de Youtuber e Blogueiro - Principais dúvidas sobre imposto de renda e contabilidade

Carnê leão YOUTUBERS - imposto de renda

Contabilidade especializada para YOUTUBER - monetização e ganhos adsense

Por que os ganhos dos YOUTUBERS com adsense NÃO devem ser omitidos perante a Receita Federal?

Como declarar ganhos do adsense de youtubers? CUIDADO!

Youtuber - Registre seu canal no youtube como MARCA

Monetização youtuber e imposto de renda - Políticas do Programa google adsense

Monetização adsense e imposto de renda - Políticas do Programa de parceria do youtube

Monetização adsense e imposto de renda - Evitem problemas com as Políticas do youtube e com a Receita Federal

Conte conosco. Estamos à disposição para ajudá-los.

Escritório Francel Menezes Contabilidade

Solicite nosso whatsapp por email. Atendemos a todo o Brasil.
 
E-mail: ffmcontabil@gmail.com

Instagram: @francelm_contabilidade 

Canal no youtube

Site: http://www.menezescontabilidade.com.br
 
Facebook: https://m.facebook.com/Francel.Menezes.Contabilidade/
 
Blog: https://menezescontabilidade.wordpress.com/

Aplicativo: Francel Menezes Contabilidade

Telefone (21) 2671-9155